Aplicações Blockchain para todo mundo!

Dado o aumento meteórico da popularidade das criptomoedas em 2017, algumas instituições financeiras estão clamando para embarcar no trem do "cripto mercado" que vive em constante mudança.

O lançamento bem sucedido dos futuros contratos da Bitcoin nos mercados CBOE e CME provou que há uma grande apetência para investidores de Wall Street em proteger suas apostas sobre os movimentos comerciais diários das criptomoedas.

Enquanto as duas bolsas de Chicago irão para a história como as primeiras a oferecer os futuros contratos, uma boa quantidade de grandes operadores não estão muito atrás.

A bolsa de Nova York oficialmente pediu permissão para lançar futuras operações de capital em Bitcoin ligadas aos futuros contratos da CME e da CBOE. Acompanhando a tendência, a Goldman Sachs está planejando lançar sua própria operação de criptomoedas.

Não podemos no entanto esquecer a NASDAQ, que deverá iniciar suas próprias negociações em Bitcoin até o final de 2018.

Enquanto especialistas planejam negociar seus pequenos fundos nas suas futuras plataformas, a NASDAQ compartilhou algumas importantes particularidades da tecnologia oculta que dá vida às criptomoedas - o Blockchain.

Blockchain 101

Ajudando os leigos em Bitcoins e Blockchain, vamos dar uma rápida olhada nessa tecnologia. Basicamente, o Blockchain nada mais é que um livro de contabilidade eletrônico que registra todas as transações realizadas usando o Bitcoin desde a sua criação.

Este livro contabilístico é compartilhado na rede e mantém cópias exatas de todo o Blockchain. Os lotes de transações são armazenados em blocos que, quando cheios, são adicionados em corrente - daí a palavra 'Blockchain'. Toda transação deve ser verificada no sistema antes de ser armazenado no Blockchain.

Dada essa definição bem mastigada da tecnologia Blockchain, sua aplicação é quase infinita, como podemos confirmar com a grande variedade de novas criptomoedas.

Para a NASDAQ e outras instituições financeiras, a aplicação Blockchain desperta um grande interesse e permite uma série de funções cruciais no mundo financeiro.

Cortando intermediários

Antes de mais nada, a natureza descentralizada da tecnologia Blockchain exclui a necessidade de um órgão central ou de terceiros para aprovar e processar as transações. Como foi apontado pela Nasdaq em seu artigo publicado no Due.com por Peter Daisyme, a maioria das partes sempre atua em seu próprio interesse.

"O problema, no entanto, é que muitos desses" agentes "desalinharam incentivos mútuos, a medida que todos estão lutando por sua própria fatia do bolo".

Ao usar a tecnologia Blockchain, informações vitais podem ser autorizadas e compartilhadas por um algoritmo eficiente, livre de má administração.

"Implementado em escala, podemos remover o erro de polarização humana e manter um banco de dados transacional mais limpo e preciso".

Comprovando a propriedade

A Ethereum primeiro apresentou contratos inteligentes com o Blockchain, que efetivamente permitiram que parâmetros contratuais sejam adicionados às transações ou à partilha de informações.

Foram desenvolvidos contratos inteligentes para garantir obrigações contratuais credíveis e transparentes ao usar a tecnologia Blockchain, garantindo efetivamente que as obrigações contratuais sejam atendidas por ambas as partes e disponível para todo o mundo.

A NASDAQ destaca o contrato inteligente do TrustToken, que fornece um protocolo legal para a propriedade de ativos.

Mais segurança

Embora seja extremamente difícil negar completamente que ameaças de hackers sejam nulas, a tecnologia Blockchain deu um passo significativo e na direção certa para a proteção acerca de ataques cibernéticos.

Dado que o Blockchain deve ser verificado na rede através de "nodes", que é composto por milhões de nodes (computadores) em todo o mundo, é praticamente impossível hackear um Blockchain. Fazer alterações em um único node é ineficaz, já que o resto do Blockchain simplesmente removerá o node e nada será registrado.

Mesmo que um hacker possa destruir ou afetar cada node de um Blockchain, os dados são codificados criptograficamente. Embora cada transação seja universalmente visível, a informação é imutável.

Citando o SteelKiwi da Hackernoon, a Nasdaq destaca o quão difícil é quebrar essa tecnologia.

"A menos que o hacker possa simultaneamente derrubar uma rede inteira (o que é quase impossível), computadores não afetados, também conhecidos como" nodes ", os processos continuarão a ser executados para verificar e manter registros de todos os dados na rede".

Revisão da cadeia de suprimentos

Outro fator importante para as grandes empresas é a aplicação da tecnologia Blockchain na gestão da cadeia de suprimentos.

Os métodos tradicionais veriam longas pistas de papel que contabilizam atividades comerciais complexas. Das finanças ao rastreamento e inserção de pedidos de matérias-primas, muito pode dar errado durante esse processo.

A gigante multinacional de bens de consumo, a Unilever, está buscando implementar sua própria tecnologia Blockchain interna para agilizar o gerenciamento da cadeia de suprimentos da produção de chá no Malawi.

A corporação planeja usar a tecnologia Blockchain para gerenciar transações dentro de sua cadeia de fornecimento de chá, o que pode incluir até 10.000 agricultores.

Possibilidades sem limites

Como disse a Daisyme em sua análise, as aplicações da tecnologia Blockchain são infinitas. Ele simplesmente leva mentes brilhantes à procura de soluções eletrônicas simples para problemas do mundo real para dar vida à próxima aplicação Blockchain.


Siga-nos no Facebook