O CEO da BitMEX, Arthur Hayes, diz que o Bitcoin testará os US$ 10.000 em 2019

Arthur Hayes, cofundador e CEO da plataforma de negociação de criptomoedas BitMEX, previu que o Bitcoin (BTC) vai voltar para o preço de US$ 10.000 este ano. Hayes compartilhou suas previsões em um boletim publicado em 22 de março.

De acordo com Hayes, a recuperação do mercado começará no início do quarto trimestre de 2019. Hayes disse:

“A volatilidade de 2019 será intensa, mas os mercados voltarão a US$ 10.000. Essa é uma barreira psicológica muito significativa. [...] US$ 20.000 é a recuperação final. No entanto, levou 11 meses, de US$ 1.000 a US$ 10.000, mas menos de um mês, de US$ 10.000 a US$ 20.000, de volta a US$ 10.000”.

No início de março, o braço de pesquisa da BitMEX revelou que seu nó completo da Ethereum Parity continha um “bug potencial”, informando que o nó Parity “às vezes relata que está em sincronia, apesar de estarem centenas de milhares de blocos atrás da ponta da cadeia”. Autores alegaram que o suposto bug poderia ser explorado por um invasor em algumas circunstâncias, mas afirma que é “altamente improvável” que aconteça.

Em janeiro, a BitMex publicou uma pesquisa revelando que o valor combinado de todos os tokens que os projetos analisados ​​alocaram para suas próprias equipes caiu de US$ 24,2 bilhões no momento da emissão de cada token individual para cerca de US$ 5 bilhões.

A BitMEX disse que o mercado de criptos de 2018 foi responsável por 54 por cento das perdas, juntamente com US$ 1,5 bilhão em transferências para endereços externos e outros fatores que reduziram ainda mais as posses dos projetos. O relatório também destacou que o valor histórico combinado dos tokens controlados pelas equipes participantes era de mais de US$ 80 bilhões, usando o pico de preço individual de cada moeda.