Preço do Bitcoin cairá abaixo de 3 mil dólares, diz Anthony Pompliano à grande mídia

O Bitcoin (BTC) ainda tem "espaço para cair", apesar de sua alta para mais de US $ 4.000 na semana passada, Anthony Pompliano, fundador do Morgan Creek Digital Assets, disse à CNBC em 26 de dezembro.

Falando em uma entrevista, Pompliano, que também é um costumaz comentarista de mercado nas redes sociais, tornou-se o mais recente figurão a afirmar que os mercados de Bitcoin só chegarão ao limite quando o preço cair abaixo de US $ 3.000.

“No curto prazo, acho que temos espaço para cair”, disse ele à rede.

Em novembro, Pompliano havia previsto uma queda para US $ 3.000 para o par BTC/USD, que ocorreu posteriormente no início deste mês.

Desde então, os preços nos mercados de cripto cresceram, com o Bitcoin atingindo sua alta mensal de quase US $ 4.300 antes de ser corrigido para baixo, rondando em torno US $ 3.782 no momento desta publicação. Algumas altcoins ganharam muito mais, com Bitcoin Cash (BCH) e Ethereum (ETH) mais que dobrando seus respectivos valores em USD em dias.

Questionado se o preço do Bitcoin era "correlacionado" com ações tradicionais ou com ações do FAANG (Facebook, Apple, Amazon, Netflix e Google), Pompliano negou ambas afirmações.

Assim como as criptomoedas, as ações da FAANG desabaram em 2018, com as ações tradicionais seguindo o exemplo no período de Natal.

"Eu definitivamente concordo que há alguns componentes psicológicos em jogo quando o mercado acionário puxa para baixo", continuou Pompliano, observando que a correlação do Bitcoin com o S&P 500 era "zero" e "próximo de zero" com o índice do dólar.

Na semana passada, o veterano Tone Vays alertou que um fechamento abaixo da média móvel de 50 meses levaria o Bitcoin para pelo menos US $ 1.300, o ponto alto de sua alta em 2013.