Tom Lee: preço do Bitcoin sobe em sincronia com o S&P 500

O cofundador da Fundstrat Global Advisors, Tom Lee, declarou que o Bitcoin (BTC) está positivamente correlacionado com o índice de mercado S&P 500 e não é uma proteção contra a turbulência macro.

Lee deu a declaração durante entrevista à agência de notícias The Block em 1 de outubro.

Bitcoin move-se de acordo com fatores macro

Durante a entrevista, Lee admitiu que sua opinião é impopular, pois muitos acreditam que o Bitcoin é uma proteção contra a turbulência macroeconômica. A partir daí, além de concordar com o fato de algumas crises podem ter uma influência positiva no preço do Bitcoin - citando a crise que ocorreu em Chipre - no geral, ele diz estar confiante de que o BTC opera de acordo com fatores macro, não contra eles. Lee afirmou:

"Se eu tivesse que dizer que o Bitcoin é uma cobertura macro, diria que as evidências devem mostrar mecanicamente que o preço do Bitcoin é melhor quando o S&P tem um ano ruim. Deixe-me dar a evidência nos anos em que o S&P caiu desde o início do Bitcoin - ele teve uma média de um retorno anual negativo de 19%. ”

Bitcoin tem alta quando o S&P 500 também tem alta

Lee também observou que, nos anos em que o índice S&P estava abaixo de seu retorno médio a longo prazo - o ganho médio do Bitcoin foi de 300%. Ao mesmo tempo, nos anos em que o índice ganhou 15% ou mais - o ganho médio do BTC foi de 1.800%. Lee concluiu:

"Os melhores anos do Bitcoin ocorreram nos anos em que o S&P teve um desempenho muito bom."

A posição de Lee contrasta com as idéias expressas pelo CEO da empresa de pagamentos cripto Circle, Jeremy Allaire, que sugeriu no início de agosto que a turbulência macroeconômica é responsável pelo crescimento que o Bitcoin viu na época.