A correção do Bitcoin pode ter derrubado investidores potencialmente danosos

Este artigo não contém conselhos ou recomendações de investimento. Todo movimento de investimento e comércio envolve risco, você deve realizar sua própria pesquisa antes de tomar uma decisão.

Houveram várias vezes na história do Bitcoin, onde as pessoas pensaram que a adoção da massa havia acontecido. No entanto, em partes o que levou a última máxima de $20.000 de dezembro, foi um grande aumento na adoção.

Através de memes e de relatórios dos grandes meios de comunicação, o Bitcoin era o assunto do momento, e estava no topo das pesquisas do Google. Isso levou a uma nova onda de investidores entrando na comunidade dos criptos, o que também pode ser algo perigoso.

Fazedores de dinheiro

A euforia envolvendo o Bitcoin foi o motivo do crescimento incrível que a moeda digital experimentou desde que começou há menos de 10 anos. As pessoas não conseguiram se afastar da chance de dobrar, triplicar, e assim por diante, seu dinheiro em questão de semanas, em vez de anos, como seria o caso em investimentos normais.

Todos, desde pensionista até adolescentes se juntaram à mania do Bitcoin com a esperança de fazer algum dinheiro com seu investimento. A tecnologia real, ou mesmo a forma como funcionava, dificilmente era uma prioridade. Essas visões perigosas do Bitcoin estavam agora apoiando um valor na moeda que provavelmente era muito alto, já que ultrapassou a marca dos mil dólares com facilidade em novembro e dezembro.

Uma correção sofrida

O Bitcoin, tendo sido fundado por, e sobre, pessoas que acreditavam na tecnologia, e o potencial de ser uma força disruptiva para desafiar o setor bancário, agora estava balançando em uma pilha de especuladores sem educação. As pessoas que eram novas no jogo costumavam experimentar apenas tendências ascendentes e retornos enormes, mas eles não estavam prontos para possíveis acidentes.

À medida que o acidente começou e ainda está acontecendo, cortando mais do que a metade do valor do Bitcoin, esses mesmos especuladores foram descartados do sistema. A liquidação, da qual tais investidores tem desempenhado um papel importante, abalou mais do que apenas as chamadas mãos fracas.

Onda boa

Qualquer um que tenha decidido ficar, apesar de estar perdendo dinheiro, mas veremos que aqueles que permanecem provavelmente têm mais do que um interesse passageiro pela tecnologia. A perda dos especuladores de massa poderia ser exatamente o que Bitcoin precisava.

No ano passado as pessoas estavam comprando o Bitcoin mesmo com seus cartões de crédito e outras formas. Embora isso seja facilmente visto como uma má idéia, para a pessoa que o faz, também é um perigo para Bitcoin. Houve muitos acidentes financeiros e bolhas nos mercados que começaram com pessoas tolas e suas compras e investimentos. Esta cena descrita têm todas as características de uma bolha.

Angela Walch, professora de direito em St. Mary's University, no Texas, que estuda as criptomoedas e a estabilidade financeira, e falou com o Vice sobre a natureza especulativa do Bitcoin e seu potencial para se transformar em uma bolha se as decisões tolas continuarem florescendo. Alguns dos fatores a considerar ao tentar encontrar uma bolha potencial já são evidentes de acordo com Walch:

"Algumas das características para mim envolvem - o medo de perder e nunca conseguir entrar nisso. As pessoas vêm outras pessoas ganhando muito dinheiro e apenas querem isso. A bolha imobiliária é um bom exemplo disso. As pessoas pensavam que outra pessoa sempre compraria sua casa a um preço mais alto."

Um espaço mais seguro

Se esta última correção realmente se livrou desses tipos de investidores, que agora estão com medo e fogem do Bitcoin, então foi melhor assim.

As perspectivas de longo prazo para o Bitcoin são boas, mesmo que o preço seja menor, sem esses investidores. Mais uma vez, isso relembra à bolha de dotcom (ponto.com), onde a euforia em torno de tais empresas fizeram ela surgir. Mas uma vez que essa bolha surgiu, o ecossistema voltou a crescer e melhor, pois não há como dizer que a Internet e o espaço dotcom estão mortos em 2018.


Siga-nos no Facebook