Análise Semanal do Preço do Bitcoin: 29 de julho - 6 de agosto

As casa de câmbio anunciam permitir depósitos e retiradas do Bitcoin Cash, o que provocou queda no preço do Bitcoin Cash. Em contrapartida, o preço da Bitcoin subiu.

O depois do fork

Em 1 de agosto, o Bitcoin foi negociado na faixa de US$ 3.000 a longo prazo. Tecnicamente, o movimento precisava de um retrocesso, pois apresentava maior resistência à escala. O fork resultou na correção instantânea do preço do Bitcoin. Os compradores prevaleceram, o que é provado pelos volumes de compras. Houve também uma tentativa de formar uma inversão no pico da correção. Mas você precisa lembrar, que uma inversão quebra a tendência anterior. O movimento dos preços é o resultado da demanda e oferta do mercado. Assim, para uma reversão, os volumes de demanda no pico de correção devem ser pelo menos iguais aos formados anteriormente neste nível.

Para concluir, havia todos os sinais da subida de preço.

USDT_BTC

Crescimento de longo prazo permanece

O Bitcoin parece estar conquistando o mundo passo a passo. Foi anunciado que até o final do ano ou no início de 2018, o Bitcoin será listada na Chicago Board Options Exchange.

E o preço continua seu crescimento a longo prazo. Enquanto a estrutura da tendência continua, os US$ 3.500 parecem ainda mais plausíveis. O nível-chave atual é colocado no maior volume de negociação em torno de US$ 2.800, o ponto onde a tendência ascendente pode quebrar.
No caso de grandes vendas e o preço cair nesta zona, nenhuma inversão para baixo significará que a tendência ascendente ainda é suportada. A reversão na faixa de US$ 2.800 poderia desencadear o colapso do preço para a menor linha de resistência, em torno de US$ 2.250.

USDT_BTC

verde - continuação de tenddência de alta; vermelho - tendência de alta reversa de US$ 2.400

Cenários mais possíveis

O nível máximo de retração da tendência ascendente é de US$ 1.830 a US$ 2.800. Na condição de não haver reversão durante a retração, o Bitcoin tem todas as chances de ir mais alto.