'Bitcoin será a base da internet centralizada e mineração terá players como a Samsung em breve', diz Matthew Roszak

Matthew Roszak, co-fundador da Bloq, declarou, durante o WDMS 2019, que a indústria de mineração de Bitcoin é, atualmente, "como uma briga de rua, baseada na força bruta". Ele, no entanto, garante que o futuro deste mercado envolve a participação de grandes players de tecnologia.

“Hoje, a mineração é comparável a uma briga de rua. A ênfase está em chips, plataformas, instalações e energia econômica. Esta é uma dinâmica de força bruta com muito atrito", disse o especialista, que completou:

"Quando a mineração se torna mais institucionalizada e diferentes participantes se juntam, a mineração se torna 'financeirizada'. A ênfase estará na compra, venda, negociação de produtos derivativos com poder de hash e garantia de melhor liquidez para as mineradoras."

Sobre a entrada de gigantes da tecnologia neste mercado, Roszak afirmou:

"Em uma década, os participantes do mercado incluirão grandes players de tecnologia, como Samsung, serviços financeiros, empresas de energia, entre outros.”

Ainda segundo Roszak, esta dinâmica do mercado de Bitcoin, que inclui a lógica da mineração, é uma dos impeditivos para a aprovação de um ETF lastreado na criptomoeda:

“É difícil obter a aprovação da ETF devido à dinâmica da estrutura do mercado. Enquanto as dinâmicas estão melhorando, elas ainda não estão onde deveriam estar.”

O empresário citou o fundador da Microsoft, Bill Gates para declarar que o poder da indústria de mineração ainda não começou a ser explorado e que o Bitcoin pode se tornar a raiz de segurança de uma internet descentralizada

“Bill Gates disse uma vez que a maioria das pessoas superestima o que pode fazer em um ano e subestima o que pode fazer em dez anos. Esta declaração é aplicável à mineração. A mineração era um hobby e agora é uma indústria vibrante de bilhões de dólares. Na próxima década, o setor provavelmente precisará criar infraestrutura e analisar como sustentar as camadas de dinheiro e as camadas livres da Web. Infraestrutura e segurança serão o foco. O Bitcoin é frequentemente descrito como reserva de valor, mas também pode ser definido como uma raiz de segurança para a Internet descentralizada”, finalizou.

Como noticiou o Cointelegraph, em 2018 a Bloq contratou Hadley Stern, um ex-executivo da gigante de serviços financeiros Fidelity Investments, como Diretor de Operações da companhia.