DEP Bitcoin: Criptomoeda "morre" pela 200ª vez, bem quando o preço bate nos $11k

O Bitcoin está paradoxalmente se tornando mais valioso quanto mais morre, com mais de 200 obituários já públicados.

O bizarro status quo vem do portal de informações 99Bitcoins, que também rastreia artigos de imprensa declarando que o Bitcoin desaparecerá em breve.

Em 1 de dezembro, quando os preços do Bitcoin pairavam um pouco acima de US $ 10.000, as estatísticas de obituários de Bitcoin do site registravam formalmente a 200ª morte do Bitcoin.

O presságio veio com cortesia da Business Insider, que produziu um artigo afirmando que uma "falha fatal" significava que nenhuma criptomoeda poderia se tornar moeda "real".

"Uma moeda deve ser um meio de troca amplamente utilizado. Criptomoedas nunca conseguirão isso. Ponto", disse Paul Donovan, Economista Chefe Global do Banco UBS Bank, à publicação.

"... A questão fatal para as criptomoedas é que a oferta delas só pode subir. Existe uma vantagem ilimitada no fornecimento de criptomoeda".

O número de advertências que aparecem nas publicações de mídia convencional especialmente sobre o destino iminente do Bitcoin é consideravelmente superior a 200, mas aqueles que cravam o prego no caixão do Bitcoin e sua classe são mais seletivos.

O papo de bolha, no qual o Bitcoin perderia a maioria do seu valor de repente, uma vez que os preços alcançarem um certo nível, é onipresente neste mês, já que os US $ 11.000 vêm e vão várias vezes.

Sobre esse assunto, o fundador da NEO, Da Hongfei, disse à CNBC nesta semana que, mesmo que uma bolha "estourasse", isso seria, em última instância, "OK", já que a indústria se recuperaria mais forte no futuro.