Preço do Bitcoin Poderia Exceder os US$ 100.000 em 2021: Acadêmico de Harvard

O Bitcoin poderia passar de US$ 100.000 em fevereiro de 2021; um acadêmico de Harvard disse, anunciando que o Bitcoin é a primeira moeda digital a seguir a Lei de Moore.

Em comentários enviados por e-mail ao Business Insider, o investidor Dennis Porto disse que, depois de analisar o desempenho do Bitcoin, ela foi a "primeira" moeda a seguir a regra da tecnologia digital.

"A lei de Moore aplicou-se especificamente ao número de transistores em um circuito, mas pode ser aplicada a qualquer tecnologia digital", escreveu Porto. "Qualquer tecnologia que esteja crescendo exponencialmente (ou seja,"seguindo a lei de Moore ") tem um tempo de duplicação".

Os comentários ocorrem quando o preço do Bitcoin atinge novos máximos de todos os tempos, pois o fechamento do SegWit está configurado para o dia 9 de agosto.

A marcha em direção aos US$ 3.500 pela moeda imita a taxa de crescimento observada pelo punhado de altcoins que ativaram o SegWit no início deste ano, como o Litecoin.

Porto faz a afirmação de que o preço do Bitcoin dobrou de facto a cada oito meses desde a sua criação.

"Isso representa uma oportunidade única para os investidores", acrescentou, algo que foi bem recebido nos círculos das redes sociais.

Enquanto vários comentaristas bem conhecidos contribuíram com suas opiniões sobre quanto um Bitcoin custará nos próximos cinco ou 10 anos, US$ 100.000 até 2021 está no final do espectro mais ousado.

Nesta semana, Max Keiser reafirmou sua fé no Bitcoin atingindo US$ 5.000 nos próximos meses.