Empresas de mineração de Bitcoin se fundem para construir a maior fazenda de mineração do mundo em 2020

A empresa de mineração de Bitcoin (BTC) alemã, Northern Bitcoin, firmou um acordo de fusão com a concorrente norte-americana, Whinstone, para construir em conjunto o que supostamente será a maior fazenda de mineração do mundo.

De acordo com um comunicado de imprensa da Northern Bitcoin, publicado em 18 de novembro, a Whinstone já está construindo a instalação, que deverá ter capacidade de um gigawatt, em uma área de mais de 100 acres no Texas. A fazenda de mineração será o maior data center da América do Norte.

Um plano de construção rápida

A primeira fase da construção - que deve ser concluída no primeiro trimestre de 2020 - já terá uma capacidade de 300 megawatts. A construção está prevista para ser concluída no quarto trimestre de 2020.

Os dois primeiros clientes que aproveitarão a instalação futura, serão duas empresas de capital aberto, que usarão uma parcela significativa de sua capacidade para mineração de Bitcoin. Ainda assim, após sua conclusão, o data center também permitirá a aceleração de aplicativos de renderização de vídeo e inteligência artificial.

A Northern Bitcoin é uma empresa de capital aberto, fundada no ano passado, especializada em mineração sustentável de Bitcoin. A empresa opera uma fazenda de mineração de energia renovável na Noruega.

A ideia de colocar a maior instalação de mineração do mundo nos EUA é interessante, já que a China está na vanguarda do setor de mineração de criptomoedas e hospeda muitas das principais empresas do setor, como a Bitmain.

De acordo com uma análise recente, os baixos custos de energia, além do acesso a hardware barato, fazem da China um destino competitivo para operações de mineração de criptomoeda, apesar do ambiente jurídico do país.