A mineração de Bitcoin chega a Nova York conforme aprovação do governo para a atribuição de energia

O Cloud mining (serviço de mineração na nuvem), Coinmint, ganhou aprovação para assumir uma fundição abandonada para operações de mineração Bitcoin na terça-feira, 30 de Janeiro.

Como foi informado pela emissora local de notícias WWNYTV na quinta-feira, juntamente com documentações do governo local, os legisladores do estado de Nova Iorque votaram a favor da concessão da subsidiária North Country Data Center (NCDC), com potência de 15 megawatts a baixo custo.

Essa concessão está sujeita a acordo de tarifas entre os membros, declarou o Conselho de Administração e o quadro de diretores do canal corporativo de Nova Iorque.

A operação deve envolver um investimento de $165 milhões na infra-estrutura da Coinmint e a criação de 150 empregos para a população da cidade mais próxima de Massena e a área adjacente.

O Estado de Nova Iorque não era anteriormente conhecido por seu envolvimento ou abertura para a mineração de criptomoeda, esse título tradicionalmente pertencente ao Estado de Washington com sua eletricidade barata.

" Esse foi um dos nossos principais pontos de marketing: É que temos energia confiável e barata, ", respondeu à WWNYTV o supervisor da cidade de Massena, Steven O'Shaughnessy.

"Seria bom para Massena. Eu acho que eles são profissionais altamente técnicos. Definitivamente, estamos ansiosos para algo assim ".

A notícia encorajadora veio depois de relatórios que, desde o Atlântico até a Europa, expunham que o principal fornecedor de energia, Enel, havia recusado as vendas de energia renovável para o operador de mineração de criptografia, Envion, alegando que era uma prática insustentável .

A arena mista continua em todo o mundo, com a Rússia confirmando planos para transformar a capacidade de reserva de rede em preparação de mineração e o antigo monopólio da China produzindo mensagens sobre seus planos para se retirar ostensivamente da indústria.

" Esta é uma grande alocação de poder, mas certamente 150 empregos não são para se jogar fora ," disse a congressista Addie Jenne, sobre os planos de Nova Iorque insinuando as prioridades do governo local.