Lição de vida Bitcoin: Usuário afirma que esqueceu frase secreta de sua carteira que possui US$ 13 milhões

Um investidor de Bitcoin (BTC) perdeu o acesso a fundos no valor de mais de US$ 12,9 milhões após não registrar a frase secreta da sua carteira.

No que pode se tornar a mais recente e oportuna lição para uma ampla base de usuários de Bitcoin, a conta do Reddit u/lumanubrecon afirmou em 26 de novembro que não tinha mais acesso a seu saldo de 1.800 BTC.

Problemas na "carteira cerebral"

O usuário disse que as moedas foram originalmente armazenadas na chamada "brain wallet" ("carteira cerebral") em 2016. Ao tentar recuperar a carteira usando a senha gerada à época, no entanto, ele não consegue desbloqueá-la.

Uma brain wallet é uma forma de carteira Bitcoin que normalmente não envolve nenhum registro físico ou digital de sua senha. Em vez disso, os usuários criam uma senha que é fácil de lembrar, mas difícil de decifrar. Um exemplo é uma frase simples que troca letras padrão por símbolos que se assemelham a essas letras.

“Além de memorizar a frase secreta, eu também a escrevi em um livro. Então agora, quando eu digitei a frase secreta, ela não gera o endereço para o qual enviei 1800 BTC", explicou u/lumanubrecon em uma sequência da publicação.

Verdade ou mentira, a segurança da carteira é essencial

A análise das afirmações levanta perguntas. De acordo com dados do recurso de monitoramento Bitinfocharts, apenas duas carteiras com saldo inicial de cerca de 1.800 BTC apareceram em 2016. Ambas efetuaram várias transações subsequentes de entrada, enquanto 1.000 BTC (US$ 7,16 milhões) deixaram uma delas em 2017.

Um moderador do Reddit subsequentemente marcou o post como "provavelmente falso". BashCo, o moderador do subreddit r/Bitcoin, focou nas carteiras cerebrais como um meio de armazenamento de Bitcoin.

"Por que ela é chamada carteira 'cerebral' se alguém com um cérebro de verdade jamais faria algo tão idiota? A história é tão burra que suponho que não seja real”, escreveu ele no Twitter.

Independentemente da veracidade da história, no entanto, a necessidade de proteger as chaves privadas dos saldos de criptomoedas continua a ganhar atenção em 2019.

Como o Cointelegraph relatou, um esforço dedicado para fazer com que os usuários assumam o controle de suas participações realizará seu segundo evento anual em 3 de janeiro do ano que vem. Conhecido como Proof of Keys, o evento solicita que qualquer pessoa que possua criptomoeda controle suas próprias chaves privadas.

Entretanto, na segunda-feira, novos estudos da exchange Binance revelaram que a grande maioria dos investidores institucionais que usam seus serviços - 92% - não controlava suas chaves privadas.