Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Ripple, IOTA, Litecoin, Dash e Monero: Análise de preço, 28 de dezembro

Ainda antes do final do ano, o Bitcoin provavelmente testemunhará outro hard fork e os investidores fazem fila para receber suas moedas grátis. Logo antes do último hard fork, presenciamos uma retomada do Bitcoin, já que todo mundo queria das moedas grátis que vêm junto com o fork. Porém, desta vez, não parece que que teremos um frenesi parecido.

Essa mudança de comportamento seria um sinal da possibilidade de uma futura queda? Tentaremos prever isso usando nossa análise de gráficos.

O governo sul-coreano propôs regulamentações e restrições à negociação de criptomoedas e isso quebrou um pouco da loucura. No final das contas, a nação, relativamente pequena geograficamente, é responsável por uma fatia considerável de volume de negociação, cerca de um quinto segundo algumas medições, de Bitcoin.

Nick Colas, um dos primeiros analistas de Wall Street a cobrir o Bitcoin, acredita que 2018 terá um aumento na volatilidade com quedas de cerca de 40%. Se isso acontecer, o "timing" dos mercados torna-se muito mais importante. Uma estratégia de comprar e segurar, como foi a tônica de 2017, pode não ser a melhor maneira de lidar com o Bitcoin.

Vamos tentar identificar esses pontos de virada para nossos negociantes para que eles não amarguem grandes perdas.

BTC/USD

Em nossa análise anterior, mencionamos que a retração do Bitcoin enfrentará um obstáculo forte entre US $ 15 118,45 e US $ 16 160,02. Ontem o Bitcoin recuou depois de atingir US $ 16 494,53.

A criptomoeda tem um forte suporte na linha de tendência. Temos a expectativa que os touros tentem uma recuperação a partir daqui. Se eles conseguirem sair dos níveis de US $ 16 494,53, devemos testemunhar um novo teste dos picos.

Por outro lado, se o par BTC/USD quebrar a linha de tendência, ele