A bolha Bitcoin é necessária para testar a resistência, diz o fundador do fundo de captação Bill Miller

Bill Miller , um investidor multi-milionário e fundador do fundo de captação Miller Value Partners, compartilhou sua visão positiva sobre o mercado das criptomoedas e falou sobre o porque não deveria assustar os investidores, em uma entrevista exclusiva para a FOXBusiness em 28 de Fevereiro.

Chamando a si mesmo de um "observador" do Bitcoin , em vez de um "crente" ou "pregador" da moeda digital, na entrevista, Miller comparou o Bitcoin com outras invenções importantes ao longo da história, afirmando:

"O que eu observei com o Bitcoin é que ele está seguindo um caminho de inovação disruptiva, que é muito respeitado no horizonte até das imprensas ferrovias, eletricidade, rádio na década de 1920, biotecnologia e internet".

Enquanto muitos em Wall Street estão preocupados que as criptomoedas são uma bolha pior do que a Nasdaq em 2000, e algumas até preveem o Bitcoin caindo para $1.000 ainda neste ano , Miller diz que o mercado realmente precisa dessa "bolha" para descobrir se a idéia dessa nova tecnologia pode ser adotada.

"As bolhas são necessárias para trazer capital para o mercado para ver se essas inovações realmente se mantêm", argumentou o famoso investidor, citando a idéia de "difusão da inovação" por Everett M. Rogers.

Em Dezembro de 2017, no mesmo mês, os preços do Bitcoin subiram para um máximo recorde de $20.000 por moeda . Miller disse que quase 50% do dinheiro de seu fundo de financiamento foi investido em Bitcoin. Em Julho de 2017, Miller compartilhou em uma entrevista que ele tem mantido uma modesta porcentagem de seus próprios recursos em Bitcoin desde 2014.

Já outros em Wall Street não compartilham a visão otimista de Miller em relação às criptomoedas. Em Janeiro de 2018, o gigante bancário Merrill Lynch proibiu seus consultores financeiros de comprar investimentos relacionados à criptomoedas para clientes, citando preocupações "relativas à adequação e padrões de elegibilidade deste produto".