Bitcoin trazendo o hype para o mercado imobiliário

Criptomoedas, principalmente o Bitcoin, estão começando a se enraizar em todos os tipos de lugares, e um desses é o mercado imobiliário. Houve muitos casos de casas - desde modestas residências em Grimsby até as mansões de Notting Hill - que receberam um preço em Bitcoin de seus vendedores.

Tem que haver algo para isso, como muitos agentes imobiliários estão vendo vantagens surpreendentes ao simplesmente colcocarem uma placa "aceita-se Bitcoin" na porta da frente. Claro, o mercado imobiliário e a transferência de imóveis é exatamente o exatamente o tipo de mercado que está maduro para uma disrupção ao estilo Bitcoin, mas, como está, vale a pena vender sua casa por Bitcoin?

Marketing mágico

Uma coisa que é evidente de se ver é que aqueles que decidem colocar suas casas à venda em Bitcoin são de repente inundados pela mídia que quer empurrar a história da adoção. A mansão em Notting Hill de £ 17 milhões viu um interesse sem precedentes desde que foi colocada a venda em outubro. Lev Loginov, cofundador da firma imobiliária London Wall, que vende a propriedade, disse:

"Na semana passada tivemos 15 visitas. Elas vêm da Ásia. Não acho que tínhamos alguém com mais de 30 anos".

Mesmo uma pequena e despretensiosa residência em Grimsby, na costa nordeste da Inglaterra, obteve a atenção da mídia em todo o mundo. Criptomoedas estão no estágio em que elas ainda provocam um fator "wow" quando surgiram em novos mercados e isso as torna notáveis. No entanto, à medida que mais pessoas o fazem, a mídia provavelmente seguirá.

Um novo mercado para novos investidores

Como mencionado anteriormente, aqueles que estão interessados ​​em comprar investimentos tão grandes como uma mansão de £ 17 milhões são jovens. Novamente, isso faz sentido, já que a curva de adoção para a moeda digital é muito maior entre os jovens adultos.

Nos primeiros dias do Bitcoin, aqueles que conheciam e investiam em Bitcoin eram tipicamente jovens e tecnicamente habilidosos. Esses são os primeiros adotantes que estavam comprando Bitcoins às dezenas, quando não às centenas. Essas mesmas moedas agora valem muitas, muitas vezes mais, tanto para que elas podem ser gastas em algo como uma casa - o Bitcoin valia o bastante apenas para comprar uma pizza.

Loginov acrescenta que são os primeiros mineiros que possuem um grande número de Bitcoins:

"São muitos jovens que se envolveram com criptomoedas em um estágio inicial. A maioria deles ganhou dinheiro com criptomoedas de mineração e, basicamente, eles estão buscando adquirir ativos".

Um truque

Parece que um mercado imobiliário de Bitcoin pode ser exatamente o que os jovens e inovadores investidores de cripto precisam. Esse mercado estaria muito distante da burocracia usual que vem com a aquisição de uma casa por fiduciário. No entanto, alguns acreditam que a venda de casas por Bitcoin é apenas um truque de marketing.

Saurabh Saxena, fundador da Houzen, acha que pessoas que investem em imóveis estão fazendo isso por retornos de baixo risco. Isso não vai bem com o perfil de risco do seu investidor Bitcoin típico. Saxena diz:

"Acredito sinceramente que o Bitcoin como moeda ou meio de intercâmbio não é sustentável. É puramente um truque de marketing. Os desenvolvedores geralmente levam dinheiro com fundos de pensão ou equidades privadas. Quando um fundo de pensão investe em imóveis, normalmente eles esperam um retorno de qualquer lugar de 8 a 10 por cento. O imobiliário é uma classe de ativos de baixo a médio risco e oferece retornos baixos a médios. O Bitcoin é extremamente volátil e, portanto, muito alto risco como meio de transação".


Siga-nos no Facebook