Binance e OKEx estão crescendo enquanto Coinbase e Kraken estão em queda de mais de 70%

A maior casa de câmbio de criptomoedas dos EUA, a Coinbase, enfrenta forte concorrência dos rivais asiáticos, a Binance e a OKEx, segundo os dados revelados na segunda-feira, 20 de agosto. Enquanto isso, seus volumes caem quase 85%.

Os números compilados pelo produtor de boletim informativo do setor de criptomoeda Diar mostram que, embora o comércio da Coinbase tenha caído bastante desde o início de 2018, a Binance e a OKEx tiveram uma atividade estável ou até registraram aumentos.

De janeiro a julho, o volume negociado em dólar americano na Coinbase caiu 83%, enquanto na plataforma Bitstamp, o número atingiu 73%.

Ao mesmo tempo, o volume da Binance aumentou por 21% em julho comparado com junho, enquanto a OKEx registrou um novo recorde no mês passado.

"Mais de 50% dos volumes negociados nos mercados de criptomoeda giram em torno das principais moedas, o Bitcoin, o Ethereum, o XRP, o Bitcoin Cash e o Litecoin", diz a publicação comentando sobre os resultados.

“No entanto, a queda do mercado está levando grandes casas de câmbio dos EUA em seu rastro. Volumes negociados na Coinbase, Bitstamp e Kraken passaram por grandes quedas.”

Apesar de que os altcoins terem baixado de preço ao longo do ano, a Binance, que oferece um grande número de pares de negociação de altcoins, parece tê-los usado para sua vantagem.

A Coinbase está se recuperando, no entanto, Diar nota que sua subsidiária Paradex está hospedando o token BNB, nativo de Binance, assim como a casa de câmbio chinesa HT da Huobi "em um esforço para conquistar os investidores em sua plataforma".

A Binance, a OKEx e a Coinbase estão, entretanto todas perseguindo políticas agressivas de expansão internacional, informou a Cointelegraph recentemente.