Presidente do Banco da França: Bitcoin "não é uma criptomoeda"

O presidente do Banco da França, François Villeroy de Galhau, disse que o Bitcoin não é uma moeda - e nem uma criptomoeda.

Em declarações em uma conferência em Pequim, Villeroy sublinhou a necessidade de "clareza" sobre o status do Bitcoin, ao mesmo tempo que apresenta um ângulo incomum que até agora não surgiu como parte da narrativa dominante.

"Precisamos ser claros: o Bitcoin não é de modo algum uma moeda ou sequer uma criptomoeda", disse ele, citado pelo Banco da França em várias publicações.

"É um bem especulativo. Seu valor e sua extrema volatilidade não têm base econômica e não são responsabilidade de ninguém".

Repetindo avisos de baixa mais comuns aos bancos centrais em todo o mundo ao longo dos últimos anos, Villeroy acrescentou que o Banco da França "lembra aos que investem em Bitcoin que eles o fazem inteiramente por sua conta e risco".

O conceito de que o Bitcoin não é uma criptomoeda destaca-se entre os enunciados mais inesperados de fontes econômicas famosas nesta semana.

Falando para a Bloomberg, o CEO e fundador da rede, Michael R. Bloomberg, até confundiu Bitcoin e Blockchain, saindo com um termo recém-criado "Bitchain".

O CEO da Goldman Sachs, Lloyd Blankfein, também presente na entrevista, estava pronto para corrigi-lo, antes que Bloomberg continuasse dizendo que sua rede basicamente era, de fato, um Blockchain.

"Na verdade, o sistema Bloomberg é um Blockchain; é só que em vez de ter os usuários controlando, nós o controlamos", disse ele.

"Mas tem todos os atributos dele".

Símbolo secreto № 21: Y O que é isso?