Bank of Canada diz que a Blockchain é eficaz para liquidações de títulos, tem dúvidas sobre os 'Benefícios'

O banco central do Canadá, e o operador do Toronto Stock Exchange, TMX Group, e a organização sem fins lucrativos Payments Canada completaram testes mostrando que a blockchain pode ser usada para liquidações instantâneas de valores mobiliários, informa a Reuters hoje, 11 de maio.

As três empresas concluíram que a blockchain, a tecnologia originalmente desenvolvida para criptomoedas como o Bitcoin (BTC), é utilizável para automatizar as liquidações de títulos em tempo real. O dinheiro e os ativos podem ser efetivamente “tokenizados” para troca instantânea. Gerry Gaetz, presidente e CEO da Payments Canada, disse à Reuters:

“Isso mostra que é possível entregar pagamentos de uma maneira que nunca foi feita antes - trocando dinheiro diretamente de compradores para vendedores, resultando em liquidações instantâneas”.

O piloto blockchain, apelidado de "Projeto Jasper", foi anunciado pela primeira vez em 2016, e sua fase mais recente foi lançada no final do ano passado. No entanto, o Diretor Especial Sênior do Bank of Canada, Scott Hendry, expressou dúvidas sobre as vantagens que o sistema poderia oferecer em termos de redução de custos. Reuters cita Hendry em uma conferência em Toronto na quinta-feira dizendo:

"Ainda estamos incertos depois de fazer este trabalho que há economias significativas possíveis para os participantes. Não está claro que todos os distribuidores e bancos participantes obterão benefícios significativos desse sistema de liquidação.”

Esta semana, um piloto da solução de liquidez Xrapid da Ripple para seu sistema de liquidação bruta em tempo real acionado por blockchain recebeu resultados positivos de instituições financeiras, que relataram economias de transação de 40-70% e melhoraram as velocidades de transação. O JPMorgan também acaba de registrar uma patente nos EUA para uma rede de pagamentos peer-to-peer, que usaria a tecnologia blockchain para liquidações intra e interbancárias.