Maior banco australiano diz que seus 'BioTokens' podem ajudar o meio ambiente

O Commonwealth Bank of Australia trabalha atualmente criando protótipos de tokens de blockchain destinados a permitir que proprietários de terras, grupos ambientais, desenvolvedores e governos invistam em desenvolvimento sustentável.

"BioTokens" do Commonwealth Bank

O banco anunciou em um comunicado à imprensa publicado em seu site em 21 de agosto que está trabalhando em "BioTokens", possibilitando investimentos sustentáveis ​​desenvolvidos em parceria com a BioDiversity Solutions Australia.

De acordo com o relatado, o projeto faz parte de desdobramentos mais amplos destinados a apoiar empresas regionais em toda a Austrália e permite a criação de criptoatvios representando créditos de biodiversidade para o Esquema de Compensações de Biodiversidade do Governo de Nova Gales do Sul.

O projeto governamental em questão - lançado em 2017 - exige que as empresas encontrem e comprem créditos de biodiversidade para compensar os impactos no desenvolvimento. Tais créditos podem ser gerados por proprietários de terras estabelecendo locais de manejo para proteger a biodiversidade em suas terras.

Os tokens terão também que ser acompanhados por um mercado digital dedicado onchain. O diretor administrativo da BioDiversity Solutions Australia, Rod Barnaby, comentou:

“O desenvolvimento de um mercado digital é parte de um projeto mais amplo em que estamos trabalhando para ajudar as partes interessadas a participar do Esquema de Compensação de Biodiversidade de Nova Gales do Sul. Nossa visão era ajudar a facilitar a proteção de preciosos ecossistemas ambientais, ao mesmo tempo em que criamos uma fonte alternativa de renda para os proprietários de terras e os recompensamos pela preservação da biodiversidade em suas terras”.

Os BioTokens podem ser programados e automatizados para conformidade regulatória

Sophie Gilder, diretora de experimentação e comercialização do banco para blockchain, IA e tecnologias emergentes, afirma que o projeto cria um mercado acessível e transparente, permitindo a troca de tokens que representam ativos de biodiversidade.

Ela também abordou a conformidade do sistema em outra citação incluída no comunicado à imprensa:

“Os BioTokens podem ser programados com regras de esquemas complexos para que a conformidade e a administração sejam automatizadas, a atividade de mercado seja transparente e em tempo real e os participantes do mercado tenham uma experiência mais direta e simplificada.”

Como o Cointelegraph informou no final de junho, a empresa de desenvolvimento de energia limpa Clearway Energy Group, sediada nos Estados Unidos, está lançando um programa piloto para negociar créditos de energia renovável em uma blockchain.