O blogueiro anônimo 'Bitfinex'ed' convoca advogados para suposta batalha legal com a Bitfinex

O blogueiro anônimo Bitfinex'ed , que capitaliza seu blog como um lugar para "expor a possível fraude pela maior plataforma de troca de Bitcoin, a Bitfinex / Tether", teria contratado o advogado Steven Palley, com base em Washington DC, como parte de uma potencial batalha legal entre o blogueiro e a casa de câmbio digital.

A Bitfinex é atualmente a terceira plataforma de criptomoedas classificada por volume durante um período de 24 horas, de acordo com dados da CoinMarketCap . No momento da publicação, a casa de câmbio estava negociando cerca de $987 milhões.

Quando encontrado para comentar sobre o tema, Palley se recusou a dar uma declaração devido a preocupações de segurança.   Palley confirmou a seguinte nota, que é um fragmento exato de uma carta que ele enviou ao conselheiro jurídico da Bitfinex, Stuart Hoegner:

"Como você sabe, ameaças foram feitas e continuam sendo feitas contra @ bitfinex'ed . Se nós descobrimos que seu cliente é responsável direta ou indiretamente por essas ameaças, ou se qualquer dano ocorrer ao @ bitfinex'ed como resultado dessas ameaças, haverão consequências legais ".

Nem a Bitfinex nem Hoegner responderam aos pedidos de respostas até o momento desta publicação.

Em Dezembro do ano passado, a Bitfinex afirmou ter começado a buscar apoio jurídico contra seus críticos , incluindo o blogueiro anônimo Bitfinex'ed. O problema do Bitfinex'ed com a casa de câmbio, conforme detalhado na página do blogueiro, é o relacionamento da Bitfinex com o Tether , uma criptomoeda com suporte a dólar americano.

O Tether e a Bitfinex compartilham liderança, e ambas as entidades foram atendidas por ingerências de reguladores norte-americanos em Dezembro do ano passado, como parte de uma consulta de "rotina" na providência legal de Tether.

Ambos (Tether e Bitfinex) têm se deparado em controvérsia devido ao que os críticos vêem como uma falta de transparência da reserva de suporte USD, que eles acreditam que não é igual à quantidade de Tether produzida. Uma auditoria de terceiro que havia sido prometida ainda não se materializou, ainda mais depois que o Tether dissolveu laços com seu auditor em Janeiro deste ano.

Um estudo divulgado em meados de Fevereiro relatou que, embora seja realmente provável que haja uma quantidade suficiente de reservas de caixa - supostamente realizada em um banco porto-riquenho - pelo valor de Tether atualmente em circulação, a criptomoeda enfrenta a possibilidade de ser desligada devido à dificuldade de aderir às leis anti lavagem de dinheiro com sua estrutura atual.