Analistas: Apesar do declínio da mineração de cripto, a Nvidia terá ganhos de receita neste trimestre

Os analistas consultados pela FactSet sugerem que a Nvidia verá um aumento de receita neste trimestre apesar da mineração de criptomoeda em declínio, informou a Marketwatch em 10 de agosto. O aumento esperado é devido à forte demanda por dispositivos de jogos e centros de dados.

Embora os analistas sugiram que a receita da empresa com o hardware de mineração de criptomoeda cairá, o fabricante de unidades de processamento gráfico (GPU) com base nos EUA verá um crescimento significativo em suas vendas de jogos e servidores. A receita do setor de jogos da Nvidia deve crescer 47%, para US $ 1,75 bilhão, em uma base ano-a-ano, enquanto a receita do data center deverá subir 78%, para US $ 740 milhões.

C. J. Muse, analista da Evercore, concorda com outros analistas, dizendo que “o Data Center/IA continua sendo uma área de força, particularmente quando se considera o benefício adicional de um novo ciclo de jogos que favorece a Nvidia”. Muse acrescentou:

"Acreditamos que as preocupações em torno de uma queda provável da força de mineração da GPU Ethereum, motivada por criptomoedas, são em grande parte exageradas e a Nvidia provavelmente passará por qualquer comparação difícil com vento de cauda impulsionado por criptomoedas."

Em maio, a Nvidia reportou que gerou US $ 289 milhões em vendas de processadores para o mercado de criptomoeda. As vendas de cripto do primeiro trimestre da Nvidia representaram mais de 9% da receita total da empresa, que ficou em US $ 3,2 bilhões.

Os chips para a mineração de criptomoeda representaram 76% da receita de OEM (Original Equipment Manufacturer), que subiu 115% em relação ao trimestre anterior. A Nvidia, no entanto, sugeriu que as vendas para o mercado de cripto provavelmente diminuirão em dois terços no segundo trimestre.

Em julho, as estimativas da empresa foram comprovadas com o declínio do preço das GPUs especializadas, além do declínio dos preços nos mercados de moeda digital. O principal concorrente da Nvidia, a Advanced Micro Devices (AMD) revelou em abril que 10% da receita da empresa durante o trimestre foi atribuída a blockchain ou mineração, embora a CEO da empresa, Lisa Su, tenha dito que blockchain era "um pouco de distração no curto prazo". "

A queda no preço de hardware de mineração não dissuadiu os fabricantes de produzirem novos hardwares de mineração de cripto. Em maio, a ASUS anunciou o lançamento de sua placa-mãe de "segunda geração" para mineração de cripto, que deve ser lançada na América do Norte no início do terceiro trimestre de 2018.