Amazon Web Service faz competição em blockchain com prêmio de US$ 100.000

A Amazon Web Services, um dos braços da gigante Amazon, está realizando uma competição focada em blockchain com prêmio de US$ 100.000. O início da competição foi publicada no blog oficial da empresa.

O desafio propõe o cálculo de um problema de melhoria de eficiência de rede, dando a quem ajudar a decifrar o desafio uma parte de US$ 100.000 em prêmios.

Na primeira rodada da competição, que acontece até final de setembro, os participantes bem-sucedidos receberão US$ 3.000 para cada melhoria de nanossegundos.

O enigma foi oferecido para programadores em uma competição apoiada pela Amazon Web Services (AWS), com objetivo de "mudar a cara do blockchain", bem como a forma como o hardware com foco em blockchain é projetado e feito.

Lançada pela VDF Alliance, a competição visa resolver como calcular o problema chamado função de atraso verificável (VDF) no menor tempo possível.

Em seu anúncio, a AWS cita Justin Drake, um pesquisador da Ethereum Foundation, explicando que “os VDFs são um bloco de construção de baixo nível em criptografia, com pouco mais de um ano de idade. É o "V" ou "verificável" no VDF que torna a abordagem tão única."

Dentre as melhorias prometidas pela tecnologia VDF está “uma prova imparcial de aleatoriedade”. Efetivamente, a nova técnica poderia permitir geradores de números verdadeiramente aleatórios em blockchains. Atualmente, estes são pseudo-aleatórios e podem ser explorados por maus atores, sendo efetivamente capazes de adivinhar o número. Com a verdadeira aleatoriedade, isso não seria possível.

A solução do problema pode ajudar na migração de projetos que utilizam o Proof Of Work para o novo método Proof Of Stake. Este, por exemplo, é um dos caminhos no qual o Ethereum tem intenção de seguir. Os VDFs estão previstos para uso no tão aguardado sistema de Proof Of Stake da Ethereum, chamado Serenity, para o qual a rede Ethereum migrará nos próximos anos.

“O ecossistema Ethereum sozinho usa atualmente a ordem de 850 megawatts para ampliar os blocos. Isso é cerca de US$ 460 milhões em custos operacionais por ano. Com VDFs na Ethereum, há uma oportunidade de reduzir esse custo para menos de US$ 0,13 milhão.", disse Tim Boeckmann - gerente sênior de desenvolvimento de negócios da AWS no Reino Unido.

Na verdade, a competição está sendo realizada em parceria com a Ethereum Foundation, assim como outros membros da aliança, a Interchain Foundation, a Protocol Labs, a Supranational, a Synopsys e a Xilinx, que estão patrocinando o evento “com o apoio da AWS”.

Conforme relatado anteriormente pelo CoinTelegraph, a Fundação Ethereum já está trabalhando no problema do VDF, revelando em fevereiro que estava considerando gastar US$ 15 milhões na busca pela aleatoriedade real.