O regulador de Abu Dhabi pede esforço internacional da regulação da criptomoeda

O chefe do órgão regulador financeiro da capital Abu Dhabi, dos Emirados Árabes Unidos (EAU), quer a regulamentação internacional “correta” da criptomoeda, informou o jornal local The National, quarta-feira, 19 de setembro.

Falando durante uma entrevista no evento Fintech Abu Dhabi desta semana, Richard Teng, chefe da Autoridade Reguladora de Serviços Financeiros do Mercado Global de Abu Dhabi (ADGM), afirmou que a perda e o roubo de criptomoedas impactam negativamente sua imagem como um ativo.

"Este espaço precisa ser devidamente regulamentado, caso contrário, existe o risco de crime financeiro", disse ele, observando:

"Toda vez que uma moeda é roubada ou perdida, isso afeta a confiança nessa classe de ativos."

Os comentários marcam o último de uma série de opiniões oficiais sobre as criptomoedas que surgiram nos Emirados Árabes Unidos nas últimas semanas.

Como a Cointelegraph informou, este mês deve ver os regulamentos formais emergirem em nível nacional nos Emirados Árabes Unidos em relação às ofertas de fintech e Oferta Inicial de Moedas (ICO).

Esta semana, um chefe de polícia de Dubai confirmou que a moeda digital "em breve substituiria" o dinheiro tradicional, enquanto outros altos responsáveis pela aplicação da lei pediram ao banco central que emitisse uma criptomoeda nacional.

A ADGM, por sua vez, há muito se engaja com o mercado de cripto, publicando diretrizes no ano passado, com Teng notando que a organização desde então compartilhou sua experiência com vários governos internacionais. Teng acrescentou:

"Estamos confiantes de que o nosso regime abrangente - que compartilhamos com reguladores globais [...] pode enfrentar esses riscos e trazer mais confiança para essa classe de ativos".

Entre os destinatários estão a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), a Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido e a Autoridade Monetária de Cingapura.