Abecázia criará sua própria cripto e abandonará o

A república separatista não reconhecida da Abecázia está emitindo sua própria criptomoeda e pode "abandonar o dinheiro normal em vários anos".

O país pouco conhecido, anteriormente parte da Geórgia soviética antes de uma sangrenta guerra de independência na década de 1990, ainda não é considerado real pela comunidade internacional.

Com a ajuda do Blockchain e o contínuo apoio da Rússia, no entanto, o ministro da Economia da Abecázia, Adgur Ardzinba, confirmou os ambiciosos planos em uma conferência em Moscou na semana passada.

A Abecázia, que depende fortemente do financiamento russo, está buscando usar a Moeda da República da Abecázia (ARC) para auxiliar o investimento e oferecer operações financeiras municipais transparentes.

O custo, de acordo com uma apresentação em Moscou, é de cerca de US $ 1 bilhão, informou a agência de notícias local Meduza.

"Este é um projeto sério que pode mudar completamente a indústria [local]", disse o organizador da conferência, Evgeniy Galiakhmetov, ao público.

"Você realmente poderá participar do crescimento do país. Crie projetos de infraestrutura, aceite e pague por produtos e serviços com a ajuda da criptomoeda".

A Cointelegraph informou anteriormente sobre os planos da Transnístria, não reconhecida pela Rússia mas centrada em Moscou, para desenvolver uma presença mineradora de Bitcoin com ajuda financeira similar.

As autoridades dos separatistas na Ucrânia Oriental têm como objetivo utilizar o Blockchain a nível de governo, para contornar a burocracia e a pressão internacional.

Eventos dedicados como uma conferência Blockchain foram projetados para aumentar a conscientização das autoridades locais e russas.