80% de todo Bitcoin já foi minerado, apenas 4.2 milhões de moedas restantes

13 de janeiro marcou um marco importante para a Bitcoin quando 16,8 milhões de bitcoins (BTC), ou 80% de todo o fornecimento de Bitcoin, foram minerados. Isso significa que apenas 4,2 milhões de bitcoins, ou 20%, ainda estão disponíveis para mineração até atingir o limite de abastecimento de 21 milhões de Bitcoins.

O BTC contém o máximo de 21 milhões em capitalização incorporado em seu protocolo por Satoshi Nakamoto, mencionado pela primeira vez em 2008 em seu White Paper como uma maneira de introduzir escassez digital à criptomoeda. Com esse limite, quanto mais bitcoins são minerados, mais escassez é produzida no mercado.

A escassez, sem dúvida, cria demanda, o que, por sua vez, torna as moedas mais valiosas. Uma vez que os 21 milhões de bitcoins forem minerados, será ainda mais difícil obtê-los, potencialmente tornando cada moeda mais valiosa.

Atualmente, os mineradores recebem uma recompensa de 12,5 BTC por cada bloco que minam, mas o protocolo de Nakamoto também exige que a recompensa de mineração seja reduzida para metade a cada 210.000 blocos, ou aproximadamente a cada quatro anos. A próxima redução pela metade ocorrerá dentro de dois anos, aproximadamente no início de junho de 2020, dependendo do hashrate, trazendo as recompensas para abaixo de 6.25 BTC por bloco minado.

Nem todas as moedas digitais são, mineráveis como o BTC. Algumas criptomoedas são criadas com todo o fornecimento lançado de uma só vez, caso em que o suprimento total é mantido ou em circulação e não há como "minerar" ou gerar moedas novas.

Alguns exemplos de moedas digitais não-mineráveis são Ripple, IOTA, NEM, NEO, Qtum, Omisego, Lisk, Stratis, Ondas e EOS.

Aumento da oferta

Os entendidos da área propuseram que, teoricamente, é possível aumentar o fornecimento de Bitcoin de 21 milhões de Bitcoin através de um 51 porcento ou um ataque Sybil, mas até agora nenhuma dessas manipulações provou ser viável na caso do BTC.

O altcoin Krypton, que é baseado no Ethereum, experimentou um ataque de 51 por cento em agosto de 2016, mas nenhum outro ataque desse tipo ocorreu desde então.

O BTC ainda está se recuperando do mergulho de 22 de dezembro, negociando a uma média de US$14.200 um aumento de cerca de 4,75% nas últimas 24 horas.