65% dos Bancos nos EUA falharam no Teste de Segurança On-line de 2017 da OTA

Sessenta e cinco por cento dos bancos dos EUA falham no teste de segurança baseado no 2017 Online Trust Audit & Honor Roll (Relatório de Auditoria Confiada e Honraria On-line de 2017) da Online Trust Alliance.

Mesmo que os sites de bancos on-line supostamente tenham a melhor segurança, o estudo mostra notas insuficientes para a maioria das 100 principais instituições financeiras dos EUA.

Menos da metade dos bancos dos EUA obteve 80%

Também conhecida como OTA, o estudo foi feito para melhorar a confiança e a eficiência para empresas on-line executando auditorias para sites de negócios. Isso inclui 1.000 sites, dos quais 100 são instituições financeiras. Os resultados mostram que apenas 27 dos 100 bancos dos EUA obtiveram o status de "Honraria" - basicamente significa que obtiveram mais de 80% na análise de segurança.

O estudo aborda três aspectos principais da segurança, sendo eles a privacidade do site, a segurança geral do site e a proteção do cliente.

Em contraste, os resultados de 2016 mostraram que 55 por cento dos sites financeiros foram nomeados "honrados", o que significa que o resultado deste ano é significativamente menor, provavelmente devido a grandes falhas nos sites e violações de dados ocorridas este ano.

A ABA questiona a credibilidade do estudo

Embora a OTA tenha um dos sites mais confiáveis para a maioria das pessoas ao rever a segurança dos sites, a American Bankers Association (Associação Americana de Bancários) levanta questões sobre a credibilidade do estudo.

O Vice-presidente sênior de Pagamento e Segurança da Associação Americana de Bancários, Doug Johnson, disse à NBC News que os bancos "absolutamente levam a privacidade e a segurança muito à sério".

Necessidade de uma melhor segurança online

A IBTimes informa que alguns sites bancários estão realmente repletos de rastreadores, colocando potenciais riscos de segurança para seus consumidores. Por exemplo, o PNC Financial Services é o mais alto em termos de número de rastreadores instalados.

Todo o setor financeiro parece atrasar quando se trata de segurança geral. Ele levanta bandeiras vermelhas para os consumidores se devem confiar suas informações confidenciais aos serviços on-line, especialmente quando envolvem transações financeiras.

A análise da OTA apenas ocorreu semanas depois que um estudo realizado pela empresa de privacidade on-line eBlocker descobriu que 10 das principais instituições financeiras que operam nos EUA têm rastreadores de terceiros em seus websitese - essa configuração pode registrar uma quantidade surpreendentemente enorme de informações, incluindo informações pessoais Informações em formulários e até saldos de conta.

Tais resultados alarmantes para algumas das instituições financeiras de confiança podem ser o que está fazendo com que alguns consumidores se voltem para a tecnologia Blockchain para transações mais seguras.


Siga-nos no Facebook