1090 DApps e 700 tokens lançados na Ethereum Network em 2017, diz analista

Em 2017, 1.090 aplicativos descentralizados (DApps) e mais de 700 tokens foram implantados na rede Ethereum (ETH), reportou a Finance Magnates em 28 de maio.

De acordo com Christian Crowley, analista de negócios da empresa de análises da Etherium Alethio, uma média de cerca de 100.000 novos usuários se juntam ao ecossistema Ethereum todos os dias. Além disso, a rede Ethereum processa um milhão de transações diariamente, Crowley afirmou ao falar em 28 de maio no "ConsenSys Community Day", que visa promover o desenvolvimento da ETH em Israel.

De acordo com Crowley, existem 29,2 milhões de endereços ETH únicos no momento.

Vanessa Grellet, diretora executiva da ConsenSys, uma empresa de software Ethereum baseada em Nova York, forneceu uma declaração positiva sobre a tecnologia blockchain falando na seção "blockchain for social impact" do evento. Grellet argumentou que a tecnologia tem potencial para resolver problemas tão importantes como ajudar milhares de sobreviventes do Holocausto que atualmente vivem na pobreza

Em uma declaração separada , Jeremy Millar, Chefe de Gabinete da ConsenSys e membro fundador da Enterprise Ethereum Alliance, forneceu outra postura pró-blockchain, declarando que a questão chave que as pessoas deveriam responder é: "Estou construindo uma blockchain para o meu negócio, ou estou construindo um negócio para o blockchain?" Segundo Millar, é possível alcançar ambos.

A tecnologia Blockchain está sendo adotada ativamente em todo o mundo, com as mais recentes implementações feitas pelo maior varejista mundial de joias de diamantes De Beers Group e a americana gigante de transporte Norfolk Southern Corp

No entanto, o vice-governador do Russian Central Bank recentemente questionou os benefícios dos pedidos blockchain, alegando que a "tecnologia por causa da tecnologia é inútil" e argumentando que o blockchain ainda não é "maduro" o suficiente para a implementação em escala industrial.

A Academia de Tecnologia da Informação e Comunicações da China (CAICT) divulgou um relatório em 28 de maio, alegando que apenas 8% dos projetos blockchain já lançados ainda estão vivos, com uma duração média de apenas 15 meses.