Quais são as linguagens de programação usadas em blockchain e sua importância

Connor Blenkinsop
27 NOV 2019
Quais são as linguagens de programação usadas em blockchain e sua importância

Partnership Material

1.

Pra que existem as linguagens de programação?

Além da funcionalidade, as linguagens de programação são essenciais para garantir que as redes blockchain e a infraestrutura criptográfica sejam seguras.

O papel da linguagem de programação é simples: ela permite que os computadores sigam determinadas instruções. Embora exista alguma sobreposição nas linguagens de programação usadas para desenvolver softwares e tecnologias para plataformas blockchain, os fluxos de trabalho e as habilidades necessárias para criar um projeto bem-sucedido são radicalmente diferentes.

Manter uma blockchain pública não é uma tarefa fácil. O código criado precisa ser absolutamente à prova de falhas - principalmente porque as vulnerabilidades de segurança podem ser e serão exploradas por hackers. Isso diminui o ritmo do processo substancialmente, porque os desenvolvedores precisam garantir que todas as brechas sejam cobertas.

As linguagens de programação são fundamentais para garantir que as redes blockchain funcionem sem problemas e as transações sejam executadas com precisão. Para conseguir melhor automação, é frequente o uso de contratos inteligentes. Quando condições predeterminadas são atendidas, o código permite que esses contratos entre as partes sejam executados automaticamente. A vantagem é que isso elimina intermediários - erradicando a necessidade de advogados ou notários. Além disso, eles podem precisar de níveis intensivos de codificação para estarem em ordem.

Outros usos de blockchain incluem o desenvolvimento de aplicativos descentralizados (DApps) e a execução de iniciativas de crowdfunding.

2.

Quais são as linguagens de programação mais comuns?

C , Python, JavaScript e Solidity são alguns dos players estabelecidos na comunidade de programação de blockchain.

Muitas dessas linguagens já existem há bastante tempo e também são usados para além da tecnologia blockchain. A C , por exemplo, foi concebida pela primeira vez em 1985 e é a linguagem usada na rede que iniciou toda a história cripto: a Bitcoin. Linguagens como a C , por causa de como ele fornece controle sobre o uso da memória, permitem que várias instruções sejam executadas ao mesmo tempo, com uma história percorrida de quase 35 anos.

A Python, nascida no início dos anos 90, tem a seu favor uma abordagem simples e minimalista - o que significa que os erros nos códigos podem ser corrigidos com relativa facilidade. A JavaScript é um dos principais players da Internet e oferece interatividade com interfaces de usuário mais amigáveis. A linguagem mais popular na rede Ethereum é a Solidity - uma linguagem inspirada em C , Python e JavaScript, criada para oferecer um ambiente dedicado para desenvolvedores de blockchain.

3.

Quais são as desvantagens?

Em muitos casos, a curva de aprendizado associada a linguagens de programação pode ser acentuada, para dizer o mínimo.

A C tem uma sintaxe bastante desatualizada - ou seja, a ortografia e gramática associadas à linguagem de programação - o que significa que às vezes é difícil para os desenvolvedores compreenderem os códigos. A simplicidade da Python traz o risco de desestimular um desenvolvedor caso ele queira construir uma rede blockchain mais ambiciosa e complexa. A JavaScript tem seu ponto fraco a partir da falta de uma função de hash SHA256, enquantoao Solidity é uma linguagem relativamente nova, que não permite que recursos adicionais sejam adicionados a smart contracts depois de sua criação.

4.

Por que escolher a linguagem de programação correta é tão importante?

Porque isso pode ter um enorme impacto no sucesso de uma plataforma blockchain.

A segurança é obviamente a principal preocupação - principalmente porque uma vulnerabilidade pode ter um efeito fatal na confiança em uma rede. Na escolha de uma linguagem de programação, esta é a preocupação deve estar no topo da lista.

Além disso, qualquer pessoa pode adicionar e acessar o código de uma blockchain, então também vale a pena desenvolver um código - e construir uma rede - que suporte o volume de solicitações de seus usuários. Não conseguir atender os padrões exigidos e ceder a uma pressão externa por falta de versatilidade de uma blockchain pode ser desastroso para a escalabilidade e seu desenvolvimento futuro.

5.

Existem novas soluções?

Algumas novos desenvolvimentos tentam adequar a linguagem e a codificação para o século 21 - prontos para a era blockchain.

Um deles é o Ride, que se apresenta como uma linguagem simples e concisa, "fácil para os humanos". Um dos benefícios é poder reduzir o tempo e os recursos necessários para levar soluções blockchain ao mercado. A linguagem com forte diagramação e computacionalmente universal foi projetada para ajudar os desenvolvedores a evitar erros críticos comuns, que podem impedir a execução eficaz do código. Ela também é executada em um protocolo que oferece taxas fixas e sem combustível, garantindo que os custos associados às operações de DApp sejam conhecidos com antecipação, evitando surpresas desagradáveis.