O que são carteiras de criptomoedas e como elas podem guarar seu dinheiro de forma segura

Connor Blenkinsop
11 MAI 2018
O que são carteiras de criptomoedas e como elas podem guarar seu dinheiro de forma segura

Partnership Material

1.

O que é uma carteira de criptomoedas?

Uma carteira de criptomoedas - também referidas às vezes por seu nome em inglês "wallet" - é um software que permite enviar e receber criptomoedas, como o Bitcoin.

Elas podem ser usadas para armazenar múltiplos tokens e moedas de uma vez só - porém, a maioria das carteiras dá suporte a apenas um número limitado de criptomoedas.

As "wallets" são usadas para armazenar uma coisa conhecida como chaves privadas: longos códigos hexadecimais que apenas por você e sua carteira conhecem. Elas devem ser combinadas com uma chave pública para que você possa gastar seu dinheiro.

As carteiras vêm em muitas formas. Elas podem ser armazenadas em um hardware que ocasionalmente está conectado à web para realizar transações (algumas pessoas as mantêm em cofres de banco todo o resto do tempo) - você pode até mesmo escrever as chaves em um pedaço de papel, que é um método de “armazenamento a frio".

Carteiras virtuais são semelhantes a aplicativos de banco tradicionais. Você pode acessar seu saldo a partir de vários dispositivos e seus fundos não estão perdidos para sempre caso você perca seu telefone ou se esqueça da senha.

2.

Então, quais são as etapas envolvidas na criação de uma carteira?

Em primeiro lugar, pense em como você deseja acessar sua carteira..

Você vai usar o seu celular? Um computador desktop? Deseja entrar em um site ou usar um hardware que armazene suas chaves off-line? Algumas carteiras não funcionam em todas as plataformas, portanto é importante ter isso em mente.

Em seguida, determine se a carteira que você planeja usar é compatível com as criptomoedas nas quais você investe e certifique-se de que ela é confiável.

A maioria dos provedores de carteira oferece um guia passo a passo para usar o aplicativo, e o processo não é muito diferente da configuração de um endereço de e-mail. Vale a pena criar um backup de sua chave privada de senha e guardá-la em um local seguro.

3.

Eu poderia ter problemas por ter uma carteira de criptomoeda no meu país?

Um pequeno número de países impôs leis contra as criptomoedas – outros alertam que em breve haverá regulamentação para elas.

O Bitcoin é proibido no Paquistão, Nepal, Argélia, Camboja e Bolívia - e é ilegal pagar em Bitcoin na Macedônia, Vietnã e Bangladesh.

O Equador também proibiu as criptomoedas, mas planeja lançar suas próprias no futuro.

4.

Se a empresa sabe minhas chaves privadas, eles podem roubar minhas criptos?

Carteiras de terceiros podem ser uma ótima maneira de armazenar criptomoedas, mas antes de adquirir uma, você deve ser bastante diligente.

Em teoria, uma empresa poderia usar as chaves privadas que você confiou nela para roubar seus fundos. Também já houve casos em que os usuários não conseguiram sacar o dinheiro de suas carteiras, com os fornecedores entrando em colapso.

Procure por carteiras já estabelecidas, que ofereçam tecnologia de ponta para proteger o que está em sua carteira. Dado que existem inúmeras opções, leia as opiniões e explore os prós e os contras de cada provedor. Dessa forma, você tomará uma decisão com respaldo.

5.

O que eu devo fazer para manter minha cripto segura?

Tente usar as opções de armazenamento a frio sempre que possível, especialmente se você estiver economizando criptomoeda para tempos difíceis. O armazenamento quente é ideal quando você está tentando criar uma conta "corrente", na qual os fundos podem ser facilmente acessados para transações.

A primeira dica é ficar atento a softwares maliciosos que possam comprometer a segurança de seu computador ou telefone.

Segundo, se você estiver usando um provedor de carteira hospedado, fique sempre atento ao recebimento de e-mails que afirmam ser estes provedores. Uma mensagem verdadeira geralmente conterá informações que apenas eles saberiam. Os e-mails de "phishing" de fraudadores geralmente imitam os logotipos e a linguagem usados pelas empresas oficiais para tentar te passar uma falsa sensação de segurança. Observar atentamente o endereço de e-mail pode ajudar a descobrir pistas como pequenos erros de digitação ou domínios diferentes, transformando, por exemplo, noreply@coineth.com para no_reply@coinneth1.io.

6.

Recebi criptomoeda, mas minha carteira está vazia! Quanto tempo leva para ela chegar?

Isso depende da rapidez com que as confirmações são concluídas na blockchain.

Esse tempo pode variar de transação para transação e também de criptomoeda para criptomoeda.

O padrão para o Bitcoin é seis confirmações antes da transferência ser concluída. Esse processo pode levar cerca de uma hora, dependendo da quantidade de atividade da rede.

Outras criptomoedas podem exigir um número maior de confirmações, mas isso não significa necessariamente que a transação será mais lenta. Por exemplo, embora sejam necessárias 24 confirmações na blockchain do Ether, um depósito pode ser concluído dentro de minutos.

7.

Eu tinha dinheiro na minha conta, mas agora não tenho nada. Para onde foi o meu dinheiro?

Pode ser que suas moedas tenham sido transferidas para o armazenamento a frio.

Alguns provedores de carteira hospedados transferem fundos de um endereço de pagamento para um armazenamento a frio para manter as chaves e os ativos pessoais de seus usuários em segurança.

Quando esses usuários desejarem fazer um pagamento, seus ativos são transferidos do armazenamento a frio direto para o endereço de pagamento desejado.

8.

Eu vou receber novas moedas no caso de um fork da blockchain?

Forks podem ser usados para lançar novas moedas em carteiras hospedadas. Pode demorar um pouco para que elas sejam suportadas e, às vezes, as carteiras de criptomoedas não suportam forks.

No geral, os desenvolvedores por trás de carteiras hospedadas analisam esses forks e, sempre que possível, verificam uma nova cadeia em busca de pré-mineração ou outro comportamento suspeito. Se não houver evidência disso, é provável que a carteira hospedada dê suporte ao fork - e os clientes que já possuem moedas serão creditados com o novo ativo.

Esse processo nem sempre é lento. Houve casos do lançamento de carteira de Bitcoin Cash dois dias após o fork do Bitcoin e deu novas moedas para os usuários.