Negociação de criptomoedas via OTC, explicada

Elijah Bradley
03 JUN 2019
Negociação de criptomoedas via OTC, explicada

Cointelegraph

1.

O que é negociação OTC?

De um modo geral, a negociação no mercado de balcão (over-the-counter - OTC) é um negócio que acontece diretamente entre duas partes interessadas - isto é, sem a supervisão de bolsas de valores.

As negociações no mercado de balcão envolvem uma ampla gama de ativos - desde commodities até instrumentos financeiros, como ações e derivativos. Ao contrário das bolsas tradicionais, o mercado OTC é descentralizado e não tem localização física e a negociação é feita através de redes de revendedores. Os comerciantes não estão necessariamente envolvidos diretamente no processo, pois podem procurar assistência de intermediários, como corretores ou carteiras de balcão.

Mesas de OTC são majoritariamente títulos de negociação que não são listados em uma exchange formal devido a várias razões. Muitas vezes, as empresas menores não conseguem cumprir os requisitos de listagem de exchanges formais ou pagar as taxas exigidas pelos grandes participantes do setor. É aí que a negociação OTC entra em jogo.

Este mercado traz não apenas os riscos que as contrapartes enfrentam durante o negócio direto, mas também liberdade e oportunidades. É por isso que o mercado de balcão tem se tornado cada vez mais popular entre investidores qualificados, traders e até mesmo gigantes comerciantes. Por exemplo, Nestlé, Bayer, Danone SA e algumas outras grandes empresas estão negociando suas ações no OTCQX, o principal nível dos três mercados de negociação de ações negociadas no mercado de balcão.

No que diz respeito à indústria de criptomoedas, as mesas de OTC ganharam popularidade entre aqueles que estão dispostos a vender grandes quantidades de moedas, como os mineradores ou os primeiros investidores em criptomoedas. Por outro lado, há muitos investidores - incluindo os de alto perfil - dispostos a comprar criptoativos sem recorrer a grandes exchanges.

O mercado de balcão é considerado particularmente promissor pelos investidores em criptomoedas. Talvez seja por isso que grandes empresas como Binance, Coinbase e Circle continuaram abrindo suas próprias mesas de OTC mesmo em meio a um mercado de baixa, quando as taxas de Bitcoin e de grandes altcoins estavam longe de ser otimistas .

De acordo com algumas estimativas, a negociação de criptomoedas no mercado de balcão atualmente tem volumes diários maiores do que as principais exchanges de criptomoedas. Por exemplo, pesquisadores da Digital Assets Research e do TABB Group descobriram que o mercado de balcão facilitou de US$ 250 milhões a US$ 30 bilhões em negociações por dia em abril de 2018, enquanto as exchanges movimentaram cerca de US$ 15 bilhões em negociações diárias no mesmo período.

2.

Quem são os principais clientes das mesas OTC de criptomoedas?

Os mineradores de criptomoedas que vendem seus lucros representam um segmento significativo de vendedores de mercado de balcão, enquanto os fundos de cobertura e os investidores institucionais estão entre os compradores.

Em outubro de 2018, a mesa de OTC Cumberland, unidade de negociação de criptomoedas da DRW Holdings LLC sediada em Chicago, revelou que a maioria de seus negócios ocorreu durante os horários de trabalho asiático. Os especialistas, então, disseram à Bloomberg que poderia ser um sinal de que mineradoras baseadas na Ásia, como a Antpool, da Bitmain e a BTC.com, estavam liquidando suas moedas via negociação no mercado de balcão.

Porém, o mercado de balcão está obviamente longe de depender dos mineradoress. De acordo com uma investigação realizada pela Reuters, esse tipo de negociação também envolve investidores ricos, processadores de pagamentos e, cada vez mais, fundos de cobertura. Em 2018, os players mais notáveis nesse mercado eram homens na faixa dos 20 ou 30 anos. Os negócios foram realizados principalmente por meio de serviços de mensagens on-line, como o Telegram ou o Skype, por meio de corretores ou em agências OTC especializadas.

A propósito, alguns especialistas acreditam que os investidores institucionais, que devem impulsionar a indústria de criptomoedas para adoção em massa, estão amplamente interessados ​​em comprar criptoativos fora de grandes exchanges. Esta afirmação foi corroborada em parte pelas recentes notícias sobre as 100 maiores empresas de criptomoedas - como Huobi , Coinbase e Bithumb - lançando suas próprias mesas de OTC exclusivamente para clientes institucionais.

Em suma, todos que desejam comprar ou vender grandes quantidades de criptomoedas sem regulamentação excessiva (e às vezes em melhores condições) se aplicam à negociação no mercado de balcão ou a intermediários que operem na esfera.

3.

Eu não sou uma baleia Bitcoin. Por que eu usaria a negociação OTC em vez de uma exchage?

Se você está buscando maior liquidez, combinado com um nível razoável de anonimato, a negociação OTC pode ser uma solução de classe para você.

Vamos imaginar que você esteja tentando vender uma quantidade notável de altcoins que você guardou nos primeiros anos do advento das criptomoedas. Mais importante, você estaria buscando alta liquidez para seus ativos. Os especialistas concordam que as principais exchanges costumam ter menor liquidez do que o ideal. É por isso que você pode preferir usar a negociação OTC se quiser investir mais.

O segundo objetivo chave para um trader é o de minimizar o impacto no mercado como consequência de um grande negócio. Este ponto é relevante principalmente para aqueles que estão procurando comprar ou vender milhares de Bitcoins. Se você se aplica à negociação OTC, a transação é realizada diretamente e não aparece nos livros de pedidos e é por isso que isso não afetará o preço.

Além disso, se você está investindo muito Bitcoin ou qualquer outro criptoativo, talvez queira proteger sua identidade e manter o negócio anônimo. Nesse caso, ignorar os serviços das principais exchanges e comprar e vender os ativos diretamente de uma contraparte é uma boa maneira de evitar atenção desnecessária e manter o anonimato.

Finalmente, mesmo que você esteja longe de ser uma baleia Bitcoin, em exchanges regulares, você deve respeitar certos limites de negociação diários e mensais. Por exemplo, a principal exchange dos EUA, a Coinbase, tem um limite diário de US$ 10.000 para seus usuários Pro, que podem ser aumentados para US$ 25.000. Enquanto isso, a Binance, sediada em Malta, oferece um limite diário de 2 BTC para todos os usuários e um limite diário de 100 BTC para aqueles que passam todos os procedimentos necessários de KYC. Como traders habilidosos explicam, esses limites podem ser aumentados significativamente a pedido pessoal - neste estágio, no entanto, isso não tem nada a ver com fazer um acordo anônimo.

4.

Que quantidade de criptomoedas eu preciso para começar na negociação OTC?

Os balcões institucionais de OTC lançados pelos gigantes do ecossistema das criptomoedas apontam para uma quantia inicial impressionante, mas empresas menores e intermediárias têm limites mais baixos.

Normalmente, os valores são bastante impressionantes. Vamos começar com os principais players, principalmente voltados para traders institucionais. Como o Cointelegraph explicou brevemente em sua análise dedicada aos serviços OTC em criptomoedas, na mesa fundada pela Bittrex, banco de criptoativos dos Estados Unidos, os investidores são obrigados a se comprometer com negociações de US$ 250.000 ou mais. Outra exchange norte-americana, a Poloniex, tem exatamente o mesmo limite para os traders.

A Binance, a exchange de criptomoedas baseada em Malta mencionada anteriormente em termos de limites diários, insiste em que apenas transações maiores que 20 BTC (cerca de US$ 175.000 no momento desta publicação) serão realizadas em sua OTC. Enquanto isso, na norte-americana Coinbase apenas usuários selecionados do Coinbase Prime, um serviço especificamente adaptado para investidores institucionais, podem usar o recurso de negociação OTC.

No entanto, a atmosfera de negociação OTC em empresas menores e em salas de bate-papo privadas especializadas é muito mais relaxada. Por exemplo, a Changelly , uma exchange de criptomoedas instantânea não custodiante que recentemente lançou seu próprio serviço de balcão, define o limite de 10 BTC (US$ 86.000) para iniciar a negociação. E em alguns chats do Telegram, você pode definir um acordo diretamente com uma pessoa que precisa da mesma quantidade de criptomoeda que deseja vender.

5.

Ok, quero começar a negociar. Como escolho uma mesa de balcão?

Se você nao tem problemas com as políticas KYC e AML, você pode começar a negociar em mesas OTC lançadas por exchanges de criptomoedas. Para um nível mais elevado de anonimato, escolha empresas menores ou negócios privados.

Para começar a negociar, primeiro você precisa decidir se está pronto para cumprir os procedimentos de KYC (COnheça seu Cliente) e fornecer seus dados confidenciais ao intermediário. Como explicamos anteriormente, nas mesas operadas pela Coinbase, Binance e outras grandes exchanges, você provavelmente será obrigado a fazer isso.

O processo de se tornar um participante de transações OTC em serviços menores é muito mais simples. Em algumas exchanges, o cliente precisa apenas fornecer um e-mail funcional, um aplicativo de mensagens conveniente para posterior comunicação com um assistente de corretor e fornecer um nome de usuário por meio do formulário de inscrição colocado no balcão OTC on-line.

Além disso, se você estiver trabalhando com assistentes de corretagem ou outras contrapartes, terá que examinar cuidadosamente as taxas cobradas por cada transação. Ela pode ser plana ou variar com base no tamanho do negócio.

A segurança e o tipo de armazenamento que o balcão de OTC usa também são importantes. É crucial descobrir se o seu serviço está fornecendo seguro para os comerciantes ou não. Também seria útil ter um assistente personalizado disponível em seu fuso horário, que poderia responder às suas perguntas e ajudar com o negócio em caso de problemas.

Por fim, não esqueça de verificar as resenhas sobre fontes confiáveis. Se você estiver trabalhando com o assistente, é crucial descobrir há quanto tempo ele está no negócio. Você também pode verificar no Google se ele ou ela se especializa exclusivamente em negociação de OTC ou também oferece outros serviços.

6.

Quais são os pontos fracos do OTC?

Assim como em qualquer outro tipo de negociação, você deve estar preocupado com os golpistas e os riscos de liquidação. É por isso que você precisa fazer uma pesquisa preliminar antes de negociar.

As origens das grandes quantidades de criptomoedas podem às vezes ser bastante obscuras. Como um trader anônimo disse à Reuters, a negociação de OTC tem picos de atividade quando acontece um grande hack. Assim, quando você negocia anonimamente, você sempre tem que ter cuidado com o trader do outro lado da tela e cuidado com transações suspeitas.

Os fóruns e tópicos no Reddit estão cheios de histórias tristes sobre golpistas que se aproveitam de traders ingênuos, enchendo-os com vídeos falsos dos valores que possuem, fazendo acordos falsos ou usando outras técnicas de phishing. Em particular, há muitos avisos sobre fraudadores no LocalBitcoins. Porém, na maioria dos casos, a fraude pode ser evitada simplesmente cancelando qualquer acordo que pareça obscuro ou se voltando a um intermediário habilidoso.

Além disso, a maioria das corretoras de balcão ainda não fornece uma solução de custódia confiável, o que mitigaria o risco de liquidação e operacional. É por essa razão que muitos traders usam serviços de custódia ou transações bancárias para poder ter o dinheiro de volta o dinheiro se o negócio der errado.

7.

Como esses problemas são resolvidos?

À medida que o mercado de balcão evolui, as empresas estão trabalhando na construção de soluções confiáveis ​​de custódia e sistemas de gerenciamento de risco.

Espera-se que o mercado de balcão continue em constante crescimento , e os especialistas financeiros estão explorando novas formas de tornar esses negócios mais seguros, de modo que os investidores institucionais possam estar mais envolvidos com as criptomoedas.

Por exemplo, a Fidelity, quinta maior administradora de ativos do mundo, está desenvolvendo um armazenamento a frio para manter os ativos de grandes empresas de trading de criptomoedas de balcão. Enquanto isso, a Coinbase integrou seu serviço de custódia com seu próprio balcão, que permite aos clientes usar a mesa de operações para precificar e confirmar as negociações antes de transferir fundos.